Segundo o ministério da Saúde francês, citado pelo jornal Le Monde, o número de casos confirmados de infeção por Coronavírus em França saltou de 285 para 423, registando-se hoje 138 novos casos, o maior aumento desde que a doença foi detetada no país.

Para além do aumento do número de casos, hoje foram também registadas três novas mortes, totalizando em sete o número de casos mortais por covid-19, estando 23 pessoas em estado grave.

O atual cenário epidemiológico em França levou o presidente francês a admitir, antes de se reunir com um grupo de 20 especialistas no palácio do Eliseu, que apesar dos esforços a "epidemia" é "inevitável".

Isto significa, de acordo com o Le Monde, que o plano para lutar contra o covid-19 vai passar do estado 2 para o estado 3, onde se admite que há "uma circulação ativa do vírus por todo o território".

O mesmo jornal cita o professor Jean-François Delfraissy, um dos especialistas presentes na reunião, que indica que a prioridade do executivo francês será a de determinar se o sistema de saúde do país terá a capacidade de "absorver o choque que será o número de pessoas seriamente doentes".

França é neste momento onde está a ocorrer um dos maiores surtos de coronavírus na Europa, a par da Itália e da Alemanha, tendo todas as suas regiões, incluindo até a Guiana Francesa, afetadas.

A epidemia de Covid-19 provocada pelo novo coronavírus, que pode causar infeções graves respiratórias como pneumonia, causou, até à data, cerca de 3.300 mortos e infetou mais de 96 mil pessoas em 79 países, incluindo nove em Portugal.

Das pessoas infetadas, mais de 53 mil recuperaram.

Além de cerca de três mil mortos na China continental, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas, San Marino, Iraque, Suíça e Espanha.

A OMS declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou recentemente o risco para “muito elevado”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.