A decisão foi tomada com o objetivo de "cumprir as instruções do poder público e após consulta com clientes e parceiros", indica a empresa Comexposium citada pela AFP.

"Não é com alegria que tomamos esta decisão, conscientes das consequências económicas para os nossos expositores profissionais do turismo neste período já complicado para o setor. No entanto, devemos respeitar as recomendações e precauções das autoridades, em nome da saúde e segurança pública", declarou a empresa organizadora.

Na sexta-feira, a Feira Internacional de Turismo de Berlim (ITB), que estava programada para os dias 04 a 08 de março, foi cancelada devido à epidemia de Covid-19.

Em Portugal, a 32.ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) está marcada para os dias 11 a 15 de março, na FIL, em Lisboa.

O cancelamento da Feira Mundial do Turismo em Paris surge depois de o Governo francês ter anunciado no sábado que "todas as concentrações com mais de 5.000 pessoas" em espaços fechados e alguns eventos no exterior, devem ser canceladas devido à intensificação da epidemia.

Em 2019, a Feira Mundial de Turismo de Paris - que é a principal reunião geral de turismo em França - reuniu 101 mil visitantes.

Entre os expositores de vários países estão operadores turísticos, linhas de cruzeiros, escritórios de turismo, regiões e cidades, que representam cerca de 650 destinos.

Até agora, três pessoas morreram devido ao novo coronavírus em França, onde 130 casos de contaminação foram identificados desde o final de janeiro.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.000 mortos e infetou quase 90 mil pessoas em 67 países, incluindo duas em Portugal.

Das pessoas infetadas, cerca de 45 mil recuperaram.

Além de 2.912 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou os dois primeiros casos de infeção em Portugal, um homem de 66 anos e outro de 33, internados em hospitais do Porto.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.