Das quase 4.500 pessoas que estão atualmente hospitalizadas, 1.122 estão nos serviços de reanimação. No total das pessoas hospitalizadas, cerca de metade tem menos de 60 anos, mas só 6% dos mortos estão abaixo dessa idade.

Há 1.300 pessoas curadas do Covid-19 em França.

Quanto ao cálculo destes números transmitidos diariamente aos meios de comunicação social e ao público em geral, Salomon disse que França “tem sistema muito sólido” que permite seguir a propagação do vírus, através do contacto com os hospitais, mas também com os médicos generalistas que seguem muitos casos que não são hospitalizados.

O diretor-geral da Saúde indicou ainda que desde o início desta crise sanitária, já foram realizados cerca de 50 mil testes no país. Em França, os testes são feitos a pessoas com sintomas que levem à hospitalização e população frágil como pessoas idosas ou com doenças crónicas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 231 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.350 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 86.250 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 177 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a tornar-se hoje o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 3.405 mortos em 41.035 casos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.