O país, a braços com uma segunda vaga que dura há mais de um mês, totaliza agora 254.197 mortes desde o início da pandemia.

Vários especialistas consideraram, no entanto, que o número real de óbitos seja mais elevado.

“As mortes são muito superiores ao que indicam os dados oficiais”, disse o investigador em política de saúde e bioética Anant Bhan, apontando que o total pode ser “três a quatro vezes” maior que o número de óbitos confirmados.

Nas últimas 24 horas, o país contabilizou ainda mais 348.421 infeções com o novo coronavírus, o que aumenta o total de casos para 23,3 milhões.

A Índia é o segundo país no mundo com mais infeções, depois dos Estados Unidos, contando atualmente mais de 3,7 milhões de casos ativos, e o terceiro com mais mortes, a seguir aos EUA e ao Brasil.

Com cerca de 1,3 mil milhões de habitantes, a Índia administrou cerca de 175 milhões de vacinas desde o arranque da campanha de vacinação, em 16 de janeiro, de acordo com os números atualizados diariamente pelo Ministério da Saúde indiano.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.306.037 mortos no mundo, resultantes de mais de 158,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.994 pessoas dos 840.008 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.