Este é um salto em relação ao recorde quebrado no dia anterior (com 346 mortes).

Assim, o país já contabilizou um total de 33.714 óbitos, disse Sima Sadat Lari, porta-voz do Ministério, acrescentando que 6.824 novos casos positivos de SARS-CoV-2 também foram identificados em 24 horas.

O número total de pessoas infetadas aumentou para 558.648 desde os primeiros casos de contaminação no Irão, registados em fevereiro.

O país enfrenta um aumento de casos do novo coronavírus desde setembro.

O presidente do Parlamento, Mohammad-Bagher Ghalibaf, é o mais recente alto funcionário iraniano a relatar que testou positivo para o vírus.

“Um dos meus colegas testou positivo para o novo coronavírus. O resultado do meu teste, que saiu à meia-noite, também foi positivo”, publicou Ghalibaf hoje no Twitter.

“Neste momento estou em quarentena”, referiu Ghalibaf, especificando que pretende continuar “a seguir os temas” mais importantes e a exercer “as suas responsabilidades”.

Pelo menos dois parlamentares testaram positivo e vários outros funcionários do parlamento, em funções desde fevereiro, também foram infetados.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 43,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.371 pessoas dos 124.432 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.