A partir de segunda-feira os britânicos já poderão viajar para Portugal, um dia que, para Rita Marques, “marca o reinício da atividade turística no contexto internacional”, depois da presidência portuguesa do Conselho Europeu “ter dado passos sólidos também no Certificado Verde Digital”.

Este documento pretende facilitar a circulação no interior da União Europeia, com condições relativamente à imunização ou testes negativos para a Covid-19.

“Estamos todos muito ansiosos e, ao mesmo tempo, a acreditar que melhores dias virão para o nosso turismo e, naturalmente, que os mercados emissores, como é o caso do Reino Unido e outros tantos, se conseguirmos atrai-los, da forma como conseguimos nos anos recentes, teremos boas perspetivas de desenvolvimento para o nosso setor do turismo”, afirmou a governante, que falava à margem de uma visita a Sabrosa, no distrito de Vila Real.

Rita Marques referiu que as “empresas estão sem faturar há largos meses” e que, por muito que se mobilizem “os recursos para mitigar esta ausência” de faturação, “nada substitui o cliente, o turista”.

“E, nessa perspetiva, esta retoma internacional via Reino Unido e desejavelmente via outras geografias ajudará muito os nossos empresários a poder retomar algum do seu negócio”, frisou.

Na sexta-feira, o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps, anunciou que Portugal vai estar na “lista verde” de países considerados seguros para viajar e isentos de quarentena na chegada a Inglaterra a partir de 17 de maio.

A secretária de Estado adiantou ainda que está a ser preparado “um plano de reativação do turismo”.

“Houve aqui uma primeira prioridade que teve a ver com o apoio direto à liquidez, à tesouraria das nossas empresas, mas estamos agora a entrar num ciclo novo, o ciclo do reinício da atividade, a reativação do nosso setor e, nessa perspetiva, há vários desafios que temos que responder e um deles tem a ver justamente com a promoção internacional do destino Portugal”, referiu.

Essa “grande campanha internacional”, bem como outras iniciativas, vão ser “muito brevemente” anunciadas pelo ministro da Economia, segundo Rita Marques.

“Temos agora uma janela única, na nossa perspetiva, que marcará justamente o reinício e, portanto, a campanha terá naturalmente que ser preparada, estamos a faze-lo, terá que ser anunciada e depois projetada além fronteiras para garantir que Portugal arranca na frente no contexto internacional”, frisou.

A governante disse ainda que está a ser preparado o lançamento de um novo programa Valorizar que visa concretizar o objetivo “turismo sim, todo o ano, mas em todo o território”.

Apontou ainda que, no total, o programa Valorizar “já financiou mais de 100 milhões de euros e mais de 750 projetos distribuídos territorialmente”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.