Depois de ter sido confirmada na quarta-feira a infeção da utente, de 96 anos, foram feitos na quinta-feira 170 testes a utentes e funcionários da instituição e "todos deram negativo", disse à agência Lusa José Alberto Rosa.

Segundo o provedor, na quinta-feira, foram testados os restantes 68 utentes que estão no lar e funcionários desta reposta social e também do serviço de apoio domiciliário e da unidade de cuidados continuados da Santa Casa da Misericórdia de Mértola, no distrito de Beja.

O caso de infeção da idosa foi comunicado na quarta-feira pela autoridade de saúde, depois de ter sido detetado na sequência de uma deslocação da idosa às urgências do hospital de Beja, onde lhe foi feito o teste de despiste de Covid-19, contou à Lusa o presidente da Câmara de Mértola, Jorge Rosa.

O provedor explicou que a idosa foi na segunda-feira às urgências do hospital porque tinha "tosse persistente" e, por se tratar de um dos sintomas da doença Covid-19, fez o teste de despiste e voltou no próprio dia para o lar, onde ficou em isolamento a aguardar o resultado.

Desde então, a idosa está e vai manter-se em isolamento até ser dada como recuperada, disse o provedor, referindo que ainda não foi possível determinar como a utente se infetou, já que não saía do lar e todos os testes aos outros utentes e funcionários deram negativo.

Após a confirmação da infeção da idosa, a Santa Casa da Misericórdia de Mértola tomou as medidas definidas em plano de contingência, como a suspensão das visitas aos utentes e o atendimento ao público no lar.

José Alberto Rosa disse que as visitas aos utentes e o atendimento ao público no lar só serão retomados quando a autoridade de saúde determinar.

Segundo o provedor, atualmente, o lar da Santa Casa da Misericórdia de Mértola tem 72 utentes, mas só 69 estão a residir na resposta social, a idosa infetada e outros 68, já que três estão internados no hospital de Beja "por outras razões" que não a doença Covid-19

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.