Sukiyabashi Jiro, um pequeno restaurante do mestre do sushi Jiro Ono, é considerado um dos melhores estabelecimentos do género no mundo.

Desde a sua primeira edição em Tóquio, o Guia Michelin premiou-o constantemente com três estrelas. Mas agora o restaurante não figura mais no guia. E nada tem a ver com a qualidade do peixe ou do arroz, mas sim com quem lá deixam entrar.

"Constatamos que o Sukiyabashi Jiro não aceita reservas do público em geral. Desta forma, não se enquadra mais na nossa categoria", disse à AFP um porta-voz do Guia Michelin de Tóquio.

De facto, um critério essencial do guia gastronómico é apresentar restaurantes abertos a todos.

No seu site, Sukiyabashi Jiro explica que "está a ter dificuldades" em aceitar reservas e pede desculpas por esse inconveniente aos seus "queridos clientes".

"Infelizmente, como o nosso restaurante pode acomodar apenas dez pessoas sentadas, esta situação vai durar", diz.

Para obter uma das mesas é preciso ser um cliente habitual ou ser recomendado por um grande hotel de Tóquio. O preço do prato de sushi começa em 40.000 ienes (333 euros).

Fundado em 1965, o restaurante do mestre Jiro Ono está ainda nas suas instalações originais, no porão de uma galeria comercial, de aparência antiga, no elegante bairro de Ginza.

Entre os seus clientes famosos estão o ex-presidente dos EUA, Barack Obama; o ator Hugh Jackman; a cantora pop Katy Perry ou o chef francês Joël Robuchon.

Jiro Ono, hoje nonagenário, é ajudado pelo seu filho mais velho, Yoshikazu, enquanto o seu filho mais novo, Takashi, abriu um restaurante com o mesmo nome noutro bairro da capital. E neste é possível fazer reservas  — e o Guia Michelin já o premiou com duas estrelas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.