“O futuro só pode acontecer com a juventude e, nestes projetos que temos para a região de criar oportunidades, pretendemos estancar aquilo que tem sido uma saída de jovens para a emigração”, disse o candidato.

Paulo Cafôfo falava aos jornalistas no Funchal, no âmbito da iniciativa “Quartas com a Juventude”, que mantém regularmente com a Juventude Socialista.

Lembrando que é professor e que acredita que a educação “é uma forma de constituir um elevador social e de a pessoa ter mais qualificação e ter mais oportunidades”, o candidato disse que, se vencer as eleições, haverá “educação gratuita até ao 12.º ano”.

“Desde os transporte, à alimentação e aos manuais, esta gratuitidade é um investimento que fazemos no futuro, uma aposta na juventude”, frisou.

O candidato referiu ainda que algumas câmaras municipais têm assumido a educação gratuita aos alunos dos seus concelhos, mas sublinhou que a “competência nesta matéria é do Governo Regional” e o atual executivo não optou por esta gratuitidade.

A habitação é outra das apostas do cabeça de lista dos socialistas, que quer resolver até 2026, ano em que se celebram os 50 anos da autonomia da Madeira, os problemas neste setor.

Para isso, pretende criar “programas específicos de habitação social virada para os jovens, não só com nova habitação, como com arrendamento acessível para que quem quiser iniciar a sua vida, constituir família tenha uma habitação condigna”, afirmou o antigo presidente da Câmara Municipal do Funchal.

No emprego, Cafôfo prometeu inovar e investir em setores tradicionais como a agricultura, na qual considera que “é possível uma grande inovação”, e o turismo, “que é um setor alavanca e transversal a toda a economia da região e que necessita de juventude qualificada, com melhores qualificações, melhores salários e melhor qualidade de vida”.

No que respeita a novos setores, o candidato fez saber que pretende investir na economia do mar.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único.

Nas regionais de 2015, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta - com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.