“O embaixador russo morreu esta noite na sua residência” na capital sudanesa, afirmou o ministério em comunicado, sem precisar a causa da morte do diplomata que tinha cerca de 60 anos.

Um alto responsável da polícia sudanesa que pediu o anonimato disse à agência noticiosa francesa AFP que, de acordo com os primeiros elementos do inquérito, foi afastada a hipótese de crime.

“O embaixador russo morreu quando nadava na piscina de sua casa”, disse a fonte policial.

A polícia e os representantes da embaixada da Rússia transportaram o corpo do diplomata para a morgue, indicou ainda o responsável.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.