O navio utilizou contramedidas para anular o míssil, mas não está claro se foram estas que provocaram a queda do engenho do mar, especificou aquele dirigente.

Tal como no ataque anterior, ocorrido no domingo, o míssil foi disparado a partir de um território controlado pelas milícias 'huthis', ainda seguindo a mesma fonte.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.