"Nós não queremos que Portugal e os países do sul sejam os pobrezinhos dos baixos salários, para a inovação ficar no centro da Europa", declarou, acrescentando que a inovação deve acontecer em toda a Europa para se ter "salários em condições".

Pedro Marques, que falava durante um jantar-comício na Covilhã, defendeu que a inovação em rede para os jovens "terem vontade de ficar em Portugal e não serem convidados a emigrar como aconteceu durante quatro anos".

Criticando a proposta do PSD de criação de uma agência para as migrações, o cabeça de lista do PS disse querer, em vez disso, "agências de inovação", que possa possibilitar uma vida "com direitos e oportunidades para os jovens portugueses.

"Queremos uma vida com direitos e oportunidades para os jovens portugueses no seu país sempre que eles cá quiserem estar, e vão querer estar, porque eles agora têm muito mais oportunidades", sublinhou.

Antes de Pedro Marques, o ex-porta voz do PS, João Galamba, já tinha criticado a "ideia absurda " da criação de uma agência pública para "promover a emigração em vez da integração, gastando o dinheiro público a organizar uma "emigração em massa".

Para o atual secretário de Estado da Energia, com essa política Portugal "estaria a forçar os portugueses a abandonar" o país e essa não é a "prioridade de um governo que se preocupa verdadeiramente com o seu povo".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.