Horas após o início da ofensiva contra este bastião do EI, os grupos insurgentes tomaram o controlo das povoações de Gaitun, Arshaf e Al Geilaniyan, segundo o Observatório Sírios de Direitos Humanos.

Estas conquistas permitirão o corte das vias de comunicação do EI de Dabiq com a localidade de Suran e o resto das zonas que os jihadistas dominam na periferia norte oriental de Alepo.

Entretanto, os Estados Unidos da América e a Rússia retomaram hoje negociações diretas para acordar um novo cessar-fogo, com a diferença de que pela primeira vez sete potências do Médio Oriente participam neste esforço.

O chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, e o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei, Lavrov, iniciaram com esse objetivo uma reunião bilateral num hotel da cidade suíça de Lausana.

Ambos mantiveram reuniões prévias e separadas com os homólogos da Turquia, Irão, Arábia Saudita, Jordânia, Iraque, Catar e Egito, que foram convidados a unir-se a este novo esforço para cessar os bombardeamentos sobre a cidade síria de Alepo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.