“Cometi um erro com base em alguma falha ética? Absolutamente não", declarou Hunter Biden numa entrevista à estação norte-americana ABC News, hoje divulgada, rejeitando as suspeitas de corrupção lançadas contra si pelo Presidente Donald Trump e por membros do Partido Republicano.

“Em retrospetiva, acho que existiu um mau julgamento da minha parte”, prosseguiu, reforçando: “Eu sei que não fiz nada errado, mas foi uma má avaliação estar no meio de algo que é um pântano em várias maneiras”.

Na entrevista à estação norte-americana ABC News, Hunter Biden, cujo percurso profissional também tem passado pela China, admitiu igualmente não ter avaliado devidamente as possíveis implicações da sua atividade profissional no estrangeiro na carreira política do seu pai.

Joe Biden, ex-vice-presidente dos Estados Unidos durante a administração de Barack Obama, encontra-se a disputar a corrida para a candidatura democrata para as presidenciais de 2020 e é encarado como o favorito para a nomeação.

Ainda nesta entrevista à ABC News, que marca o fim do seu silêncio, Hunter Biden reconheceu o peso do seu apelido e como este influenciou provavelmente a sua carreira em empresas no estrangeiro, onde tem ocupado cargos diretivos.

No domingo passado, através de um comunicado divulgado pelo seu advogado, Hunter Biden assumiu o compromisso de deixar de trabalhar para empresas estrangeiras caso o seu pai Joe Biden seja eleito Presidente nas eleições de 2020.

Trump e membros do Partido Republicano têm levantado suspeitas de corrupção contra Hunter Biden, que fez parte do conselho de administração de uma empresa ucraniana de gás (Burisma), entre 2014 e o corrente ano.

Num telefonema realizado em meados de julho, Trump terá pedido e incentivado o seu homólogo da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, a avançar com uma investigação a Hunter Biden.

A divulgação desta informação, através de um denunciante, e as suspeitas então levantadas em redor do líder norte-americano levaram a que a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, anunciasse, a 24 de setembro, que aquela câmara ia dar início a um inquérito parlamentar com vista a um processo de destituição de Trump.

Em reação, Donald Trump, que também acusou Joe Biden de ter utilizado o seu poder político durante a sua vice-presidência para proteger o filho, tem apelidado o inquérito de destituição como uma “caça às bruxas”.

Na entrevista à ABC News, Hunter Biden garantiu ainda que nunca discutiu os seus negócios com o pai.

Esta entrevista de Hunter Biden foi transmitida no mesmo dia em que Joe Biden e outros 11 candidatos à nomeação presidencial democrata vão participar num novo debate televisivo, o quarto, que será transmitido a partir de Ohio.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.