No final da reunião pública do executivo municipal, Eduardo Vítor Rodrigues revelou que a iluminação do Centro Cívico (junto aos paços do concelho) e da Avenida da República (principal avenida de Gaia) será feita por painéis solares que ali vão ser instalados pela empresa Castros.

“Nos dias em que estiver bom tempo os gastos de energia nesta zona de influência [Centro Cívico e Avenida da República] poderão ser zero”, disse.

Contudo, os painéis solares são da total responsabilidade da empresa, sedada em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, não tendo o Município qualquer gasto com os mesmos.

“É a empresa que traz e monta os painéis numa iniciativa de responsabilidade social e ambiental”, entendeu.

Por forma a poupar energia, a autarquia decidiu ajustar os horários das iluminações de Natal — entre 01 de dezembro e 07 de janeiro – que irão funcionar entre as 18:00 e as 00:00 durante a semana e, aos fins de semana e feriados, prolongam-se por mais uma hora, até à 01:00.

Além disso, e à semelhança dos últimos anos, as lâmpadas são LED porque economizam custos sem perder a qualidade da iluminação, explicou.

Também como já é habitual, a Câmara de Gaia vai instalar a Praça de Natal no Centro Cívico com uma pista de gelo que, este ano, é ecológica porque não consome energia, nem água, e não emite dióxido de carbono.

O plano de poupança energética desta autarquia estende-se à restante iluminação, assim como aos equipamentos e edifícios municipais, sublinhou o presidente da Câmara.

Entre alguns exemplos, Eduardo Vítor Rodrigues enumerou a diminuição das iluminações cénicas ou o não recurso ao ar condicionado, além da consciencialização dos funcionários para a necessidade de desligar os equipamentos à saída.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.