"Sugiro que seja criada uma associação de produtores e apanhadores de cogumelos silvestres e apresentada uma candidatura ao Plano de Desenvolvimento Rural para assegurar apoios à constituição deste tipo de organismo que permita a regulamentação do setor", defendeu.

"Com a criação de mecanismo haverá outra forma de comercializar um produto e trazer retorno económico para as regiões. Os nossos vizinhos espanhóis estão-se a aproveitar da desorganização do setor em Portugal, para fazer negócio", indicou o governante.

Contudo, as associações micológicas transmontanas reclamam há mais de uma década legislação que regulamente a apanha de cogumelos silvestres, tendo mesmo sido apresentada ao Governo uma proposta de Lei para acabar com a apanha "indiscriminada" deste tipo de fungos.

Várias entidades, como associações micológicas, universidades, administração central e investigadores na área da micologia já elaboram propostas de legislação, tendo em vista a criação de uma Lei que regulamente a apanha de cogumelos.

"O objetivo é proteger os cogumelos, uma importante fonte de rendimento para os proprietários dos terrenos. Com a anarquia que existe no setor, há pessoas [não proprietárias de terras] que delapidam parcelas privadas de floresta ou soutos, chegando a obter valores superior 20 mil euros de lucro por época", observou o presidente da associação micológica " A Pantorra", com sede em Mogadouro, no distrito de Bragança.

Segundo o micólogo, para já onde há um controlo de apanha de cogumelos é no Parque Natural de Montesinho, que abrange os concelho de Bragança e Vinhais.

De qualquer forma, "ainda não é controlo eficaz", disse.

Para já o que existe e segundo fonte do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas "são formas que podem ajudar a gestão dos territórios e aproveitamento deste recurso e que vão para além do Código Civil - outros instrumentos como os Planos de Gestão Florestal, onde um proprietário, além das questões do ordenamento e planificação dos recursos silvícolas, poderá ter regra para a exploração de outros recursos a apicultura, a silvo pastorícia e os cogumelos".

Assim, os Planos de Gestão Florestal ou Zonas de Intervenção Florestal (para áreas privadas) podem incorporar "regulamentos próprios" para a recolha de um importante recurso como os cogumelos silvestres.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.