Segundo a mesma fonte, o fogo teve início cerca das 06:10, num prédio da Rua Sá da Bandeira, numa passagem do rés-do-chão para as traseiras, num espaço repleto de livros de um alfarrabista.

As chamas alastraram a uma divisão contígua do rés-do-chão e destruíram ainda um quarto do primeiro andar, piso que está dividido em quartos para estudantes, e o revestimento da cozinha.

Apesar dos estragos terem sido limitados, fonte dos Sapadores adiantou à agência Lusa que o primeiro piso ficou sem condições de habitabilidade devido aos fumos.

As águas furtadas, também ocupadas por estudantes, não sofreram estragos.

No início do incêndio, o prédio foi evacuado pela PSP.

A Polícia Judiciária deslocou-se ao local para proceder a averiguações.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.