Plenário é uma iniciativa pensada para alargar o debate nas legislativas de 6 de outubro a quem tenha ideias para apresentar para uma melhor governação do país. Há muito para discutir antes da ida as urnas e é por isso que queremos começar já a pensar o país que vamos ter (e ser) nos próximos quatro anos — e contamos com o seu contributo. Assim, lançámos o desafio, em forma de pergunta: Se fosse primeiro-ministro ou primeira-ministra nos próximos quatro anos, qual era o problema que resolvia primeiro? Ou, perguntando de outra forma: qual seria a sua prioridade para o país?

O professor catedrático de Finanças João Duque aceitou o desafio do SAPO24 e juntou-se ao Plenário. Se fosse primeiro-ministro nos próximos quatro anos a sua prioridade seria a produtividade.

"Eleger uma prioridade para Portugal? Eu elegeria a produtividade. Portugal tem perdido posição, ano após ano, no ranking do PIB per capita dos países da UE. Em 2015 éramos do 13.º país, em 2016 descemos um grau, fomos ultrapassados pela Eslovénia, em 2017 descemos mais um lugar porque fomos ultrapassados pela Eslováquia, em 2018 descemos mais um lugar porque fomos ultrapassados pela Estónia e no ano seguinte, que será este ano, vamos ser provavelmente ultrapassados, tudo indica isso, pela Lituânia. Ora, a produtividade é um elemento fundamental para que Portugal, e particularmente as próximas gerações, possa suportar o fardo da relação cada vez mais desproporcionada entre os trabalhadores ativos e aqueles que dependem deles, os mais velhos em termos de pensões e os mais novos no processo educativo — para além de termos que, com estes trabalhadores, renovar todo o parque existente de imobiliário, cultural, etc. Portanto, a produtividade é a chave para podermos resolver um problema de longo prazo de Portugal."

O que acha desta ideia? Deixe a sua opinião nos comentários deste artigo. Desejamos uma discussão construtiva, por isso todos os comentários devem respeitar as regras de comunidade do SAPO24, que pode ler aqui.


Queremos também o seu contributo para pensar o país. As legislativas acontecem a 6 de outubro, mas a discussão sobre o país que queremos ter (e ser) nos próximos quatro anos começa muito antes da ida às urnas. É esse o debate que o SAPO 24 quer trazer — e contamos consigo.

Saiba como participar aqui. Veja os contributos dos nossos convidados e leitores em 24.sapo.pt/plenario e, claro, junte-se ao debate. 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.