"Sua Alteza Real a Duquesa de Cambridge deu à luz sem problemas um menino às 11:01 [a mesma hora em Lisboa]", refere o comunicado partilhado nas redes sociais.

O príncipe William, Duque de Cambridge, estava presente. A mãe e o bebé encontram-se bem de saúde, adiantava o comunicado.

O bebé, cujo nome será revelado "em devido tempo", pesa 3,8 quilos.

O palácio afirma que "a rainha, o duque de Edimburgo, o príncipe de Gales, a duquesa da Cornualha, o príncipe Harry e membros das duas famílias foram informadas e estão encantadas com a notícia".

O casal real saiu do hospital a meio da tarde de hoje, sendo esta a primeira vez que a imprensa vê o recém-nascido bebé real. Bem disposto, o casal acenou a todos aqueles que ficaram de plantão junto à porta do Hospital St. Mary.

créditos: AFP PHOTO / Ben STANSALL

Kate Middleton tinha dado entrada no hospital nas primeiras horas desta segunda-feira, 23 de abril.

"Sua Majestade a Duquesa de Cambridge foi admitida no hospital St. Mary, em Paddington, Londres, em fase inicial de trabalho de parto", anunciou a família real em comunicado. "A duquesa viajou de carro desde o palácio de Kensington até ao hospital St. Mary, na companhia do Duque de Cambridge", informou o palácio de Kensington esta manhã.

Este é o terceiro filho de Kate Middleton e do príncipe William.

Como é habitual, o novo bebé real foi aguardado com grande entusiasmo (e criatividade) pelos britânicos, muitos dos quais fizeram questão de marcar presença à porta do hospital.

créditos: AFP PHOTO / Daniel LEAL-OLIVAS

"Estou aqui há 15 dias", contou à AFP Maria Scott, uma dona de casa de 46 de Newcastle, norte da Inglaterra, que estava acompanhada de sua filha. "Já viemos para os dois primeiros filhos. É muito importante mostrar-lhes o nosso apoio, para que saibam como gostamos deles, para demonstrar o orgulho que temos da monarquia", acrescentou Scott.

Para sua filha, Amy Thompson, estudante de 18 anos, trata-se de um momento histórico. "É parte da história. São muito importantes para este país, todo o mundo gosta deles, e é incrível ser testemunha de um momento histórico", diz.

A gravidez foi anunciada em setembro de 2017. Tal como nas duas gravidezes anteriores, a duquesa sofreu de "Hiperémese gravídica", uma forma severa de náuseas e vómitos, tendo sido forçada a cancelar vários compromissos.

O palácio de Kensington não confirmou ainda se o príncipe William irá tirar licença de paternidade, sendo que recordar que depois do nascimento da princesa Charlotte, o Duque de Cambridge ausentou-se dos treinos para ser piloto aéreo de emergência por duas semanas.

William é segundo na linha de sucessão ao trono depois do pai, o príncipe Carlos, que começou a assumir mais compromissos oficiais, dada a idade avançada da rainha Isabel II. No passado dia 20 de abril, e na sequência de um pedido de Sua Majestade, Carlos foi eleito seu sucessor como líder da Commonwealth, um cargo que não é hereditário.

O recém-nascido, quinto na linha de sucessão, mesmo sendo rapaz, não irá retirar a sua irmã Charlotte na ordem de sucessão graças à reforma adotada em 2011, antes do nascimento do primeiro filho dos duques de Cambridge, o príncipe George.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.