A informação foi revelada pela presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann.

O anúncio está marcado para as 10:45 (13:45 em Lisboa) em Brasília, na sede onde estão a ser realizados os trabalhos de transição entre os governos de entrada e de saída.

Lula da Silva tinha dito que só anunciaria ministros após o Tribunal Superior Eleitoral oficializar os resultados eleitorais, um ato protocolar no Brasil que terá lugar na próxima segunda-feira.

No entanto, Hoffmann disse que devido à especulação sobre os nomes que irão compor o Gabinete a partir de janeiro, Lula quer fazer avançar alguns deles.

A imprensa local especula que o primeiro a ser anunciado será Fernando Haddad para o Ministério das Finanças, Flávio Dino para a Justiça e José Múcio para a Defesa.

De acordo com Hoffmann, para além dos primeiros anúncios na sexta-feira, deverão ser feitos mais na próxima semana.

“Ele só nos disse que pretende anunciar alguns ministros amanhã (…), mas o resto será feito na próxima semana”, acrescentou.

Luiz Inácio Lula da Silva ganhou as eleições presidenciais de domingo por uma margem estreita, recebendo 50,9% dos votos, contra 49,1% para Jair Bolsonaro, que procurava um novo mandato de quatro anos.

Lula da Silva assumirá novamente a Presidência do Brasil em 01 de janeiro de 2023 para um terceiro mandato, após ter governado o país entre 2003 e 2010.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.