Os incêndios que, pelas 05:00, concentravam maior número de operacionais eram os de Coimbra, na localidade de Carvalhosas, e Vila de Rei (Castelo Branco), com 371 e 326 operacionais, respetivamente, de acordo com o 'site' da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).

O fogo de Vila de Rei resulta de um que começou há três dias em Ferreira do Zêzere, no distrito de Santarém, e que na tarde de domingo chegou a Vila de Rei.

No mesmo distrito regista-se outro fogo, no concelho de Castelo Branco, localidade de Louriçal do Campo, que mobiliza 146 operacionais, apoiados por 45 meios terrestres.

Em Oliveira do Hospital (Coimbra) estão 200 operacionais e 61 veículos a combater chamas desde as 16:28 de domingo. Este incêndio encontra-se com duas frentes ativas.

No distrito de Santarém ardem três fogos, o maior em Ferreira do Zêzere. Este incêndio, ativo desde sexta-feira, mobiliza 222 operacionais e 69 meios terrestres em duas frentes.

Em Abrantes há 99 operacionais no terreno a combater as chamas, apoiados por 34 veículos.

Um terceiro fogo de grandes dimensões regista-se no distrito de Santarém, em Tomar, tendo sido dado já como dominado, com 146 operacionais e 49 meios no terreno.

Dominado estava também o incêndio de Alvaiázere, no distrito de Leiria, mobilizando ainda 289 operacionais e 82 meios terrestres.

A autoestrada A13, que foi encerrada devido a este fogo, que começou na sexta-feira, foi reaberta às 10:50 de domingo, indicou o Comando Geral da GNR.

O fogo da Mealhada, no distrito de Aveiro, estava também dominado, concentrando no local 207 operacionais, apoiados por 55 veículos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.