“O Ministério Público instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias que rodearam a ocorrência”, refere a Procuradoria-geral da República, à agência Lusa, corroborando assim a informação avançada pelo Expresso minutos antes.

Na passada segunda-feira, um troço da antiga estrada nacional que liga Borba a Vila Viçosa, em Évora, abateu. O deslizamento de terras para a pedreira arrastou uma retroescavadora e duas viaturas e provocou, pelo menos, dois mortos, segundo divulgou o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Évora, José Ribeiro.

O deslizamento de um grande volume de terra na estrada 255, que provocou "a deslocação de uma quantidade muito significativa de rochas, de blocos de mármore e de terra para o interior de uma pedreira ocorreu às 15:45 de segunda-feira.

De acordo com o CODIS, trata-se de dois operários da empresa que explora a pedreira.

As autoridades desconhecem, para já, o número total de pessoas desaparecidas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.