“Ao finalizar esta segunda fase (…) a missão tem em sua posse 60% das cerca de 7.000 armas pessoais registadas, monitorizadas e verificadas desde o passado dia 01 de março deste ano”, indicou o organismo em comunicado.

Segundo o calendário acordado entre o Governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), a segunda fase devia ter terminado a 14 de junho, no entanto nesse dia a ONU apenas tinha em sua posse 40% das armas da guerrilha.

O organismo explicou que iria continuar o processo de entrega para “cumprir o acordado”.

Espera-se que o processo de abandono de armas termine no próximo dia 20 de julho.

Em comunicado, a missão da ONU indicou também que até à data chegaram 1.613 antigos guerrilheiros às 26 zonas transitórias de normalização, onde se vão preparar para regressar à vida civil sob supervisão da ONU.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.