A casa de leilões Sotheby's vendeu a pintura da "Mona Lisa" decorada com outras oito obras de Duchamp, considerado o pai da arte conceitual.

O leilão dispersou a coleção de arte surrealista do norte-americano Arthur Brandt, de 110 obras, totalizando 3,9 milhões de euros.

No entanto, alguns dos seus trabalhos de maior notoriedade, como a pintura de Francis Picabia, com preço inicial de 700.000 euros, ficaram sem comprador.

A Gioconda do pintor francês tem o título "L.H.O.O.Q", que em francês se lê como a frase "elle a chaud au cul", ou em tradução livre "ela tem fogo no rabo".

A versão vendida neste sábado foi criada em 1964. Porém, a primeira "Mona Lisa" de Duchamp, a de bigode, data de 1919.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.