“Em causa, a atuação de um arguido que, no contexto da sua atividade de catequista, numa paróquia do Minho, conheceu um jovem com quem, através das redes sociais passou a manter conversas de cariz sexualizado, convidando-o ainda para um encontro que o jovem recusou, bloqueando-o na rede social”, refere o despacho do MP na Procuradoria da República da Comarca de Viana do Castelo.

Associações de apoio especializado à vítima de violência sexual:

Quebrar o Silêncio (apoio para homens e rapazes vítimas de abusos sexuais)
910 846 589
apoio@quebrarosilencio.pt

Associação de Mulheres Contra a Violência - AMCV
213 802 165
ca@amcv.org.pt

Emancipação, Igualdade e Recuperação - EIR UMAR
914 736 078
eir.centro@gmail.com

Os factos ocorreram em 2022, quando o jovem tinha 14 anos.

O despacho de acusação, a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Viana do Castelo, foi proferido em 22 de dezembro de 2023.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.