"O CDS disse-nos que ia votar contra a proposta de OE2020, mas a nossa intenção ao falar com os grupos parlamentares é pedir-lhes que, na discussão na especialidade, proponham alterações que consagrem as nossas propostas, para melhorar as condições de vida dos portugueses", disse o secretário-geral adjunto da UGT, Sérgio Monte, à agência Lusa no final de uma reunião com o grupo parlamentar do CDS-PP.

Segundo Sérgio Monte, a delegação da UGT reafirmou a necessidade de serem revistos os escalões e taxas de IRS, de serem melhorados os salários dos portugueses e os seus rendimentos em geral.

"Verificámos que existem algumas posições convergentes entre o CDS e a UGT relativamente à proposta de OE2020, mas não ficámos com a ideia de que este grupo parlamentar pretenda apresentar propostas de alteração, dado que já assumiu que vai votar contra", afirmou o sindicalista.

O dirigente da UGT ainda referiu os aumentos salariais da função pública, de 0,3%, como exemplo de uma matéria que é preciso alterar na proposta do Governo.

Os representantes da UGT reuniram-se hoje também com o grupo parlamentar do PS, com o mesmo objetivo, e foi-lhes dito que iriam tentar melhorar a percentagem definida para os aumentos salariais dos funcionários públicos.

A UGT, no quadro de discussão do OE2020, solicitou audiências a todos os grupos parlamentares com o objetivo de apresentar as suas preocupações e posições face às propostas apresentadas no diploma.

Para quarta-feira está marcada uma reunião com o grupo parlamentar do BE.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.