Segundo um comunicado da PJ, a tentativa de homicídio qualificado na forma tentada aconteceu ao início da tarde de sexta-feira, na sequência de uma rixa entre vários elementos de duas famílias vizinhas, motivada por questões fúteis, decorrentes de alegados estacionamentos indevidos na via pública.

“No desenvolvimento da contenda, que envolveu o recurso a armas de fogo, catanas, navalhas e gás pimenta, foi efetuado pelo menos um disparo com arma de fogo, de calibre 6.35 mm, intencionalmente direcionado a um dos envolvidos, só não o tendo atingido por mero acaso”, indicou a PJ na mesma nota.

De acordo com esta força segurança, “o autor desse mesmo disparo foi entretanto desarmado e supostamente atingido com um objeto contundente na zona da cabeça, acabando ferido e a necessitar de tratamento médico hospitalar, que lhe veio a ser prestado no Hospital da Guarda”.

A PJ adiantou ainda que o suspeito foi detido após ter recebido alta clínica.

O presumível autor do crime foi ouvido em tribunal, ficando submetido às medidas de coação de obrigação de apresentações trissemanais às autoridades policiais da sua área de residência habitual, no concelho de Aveiro, assim como à proibição de aceder à referida localidade de Mós do Douro.

Entretanto, as autoridades também revelaram que apreenderam uma pistola de calibre 6.35 milímetros, um revólver e diversas munições, tudo pertencente ao detido, e ainda uma catana, uma navalha e uma embalagem de gás pimenta.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.