Segundo o programa detalhado da visita de Francisco a Fátima, sexta-feira e sábado, entregue aos jornalistas que participam no voo papal, o chefe de Estado são-tomense, Evaristo Carvalho, e o paraguaio, Horácio Cartes, participam na missa, tal como o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa.

No final da celebração, durante a qual o papa Francisco irá canonizar os beatos Francisco e Jacinta Marto, os Presidentes deverão cumprimentar Francisco.

O papa chega à base aérea de Monte Real, esta sexta-feira, pelas 16:20, a bordo de um avião da companhia aérea italiana Alitalia, e regressa ao Vaticano no sábado, partindo numa aeronave da companhia portuguesa TAP às 15:00.

Nos voos seguem quase 70 jornalistas, dos quais sete portugueses, e a comitiva papal, incluindo cardeais e outros eclesiásticos e funcionários da Santa Sé.

Durante a sua permanência em Portugal, juntam-se ao séquito papal o cardeal Manuel Clemente, patriarca de Lisboa e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa; o núncio apostólico, Rino Passigato; o bispo de Leiria-Fátima, António Marto; o secretário da Nunciatura Apostólica, Andrea Piccioni, e o coordenador local da visita papal, o padre Carlos Cabecinhas.

A receber o papa estará, junto às escadas do avião, o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa. Na base aérea estarão ainda "algumas autoridades políticas e civis, alguns bispos portugueses e cerca de mil fiéis", de acordo com a Santa Sé.

Neste momento não estão previstos discursos oficiais, mas apenas hinos e honras militares.

De seguida, o papa encontra-se, em privado, com o chefe de Estado português, no edifício da torre de controlo da base aérea, a quem oferecerá um mosaico sobre o "centenário das aparições".

No final, Marcelo Rebelo de Sousa apresenta ao líder católico o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e o primeiro-ministro, António Costa, ambos acompanhados das mulheres.

Francisco dirige-se depois à capela da base aérea, onde estarão presentes militares doentes, com as respetivas famílias.

Aqui, o papa será recebido por dois capelães e receberá uma "homenagem floral" de duas crianças, vestidas com trajes tradicionais, e oferecerá uma escultura de São Francisco, em mármore.

O líder da Igreja Católica viaja então de helicóptero para o estádio municipal de Fátima, num voo de 20 minutos, onde entrará para o ?papamóvel', em direção ao santuário.

Já no recinto, cerca de mil crianças estarão junto à Capelinha das Aparições, onde o papa fará uma oração e entregará uma Rosa de Ouro, a terceira concedida por um bispo de Roma a este santuário português.

Pelas 19:15, Francisco janta na Casa "Nossa Senhora do Carmo", e pelas 21:10, regressa à Capelinha para a bênção das velas, acendendo a sua vela no círio pascal. Segue-se a recitação do rosário, com os mistérios proferidos em diversas línguas.

Pelas 22:10, Jorge Bergoglio recolhe-se, quando se iniciará a procissão das velas.

No sábado, a agenda do papa inicia-se com um encontro com o primeiro-ministro, na Casa "Nossa Senhora do Carmo", e, antes de deixar este local, Francisco saúda os funcionários.

À chegada à Basílica de Nossa Senhora do Rosário, o líder da Igreja Católica presta homenagem junto ao túmulo dos pastorinhos.

Pelas 10:00, tem início a missa solene, por ocasião do centenário das aparições marianas, decorrendo logo a canonização dos irmãos Jacinta e Francisco Marto. Durante a cerimónia, o papa fará uma saudação aos doentes.

No final, o papa regressa à Casa "Nossa Senhora do Carmo" para um almoço com os bispos da Conferência Episcopal Portuguesa e o séquito papal.

Às 14:45, está prevista a cerimónia de despedida na base aérea de Monte Real, novamente com a participação do Presidente português, e a que assistirão cerca de 700 fiéis.

A partida do voo da TAP está marcada para as 15:00, prevendo-se a chegada do avião ao aeroporto de Ciampino, nos arredores de Roma, às 19:05 locais (menos uma hora em Lisboa).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.