Segundo o chefe de Estado russo, citado num comunicado divulgado pelo Kremlin (presidência russa), a mediação turca permitiu avançar no processo, apesar de “nem todas as questões estarem resolvidas ainda”.

“Agradeço [a Erdogan] pelos seus esforços de mediação, por oferecer a Turquia como base para negociações sobre questões de produção de alimentos e questões de exportação de cereais através do Mar Negro”, sublinhou Putin após uma reunião em Teerão.

Os dois líderes estão na capital iraniana para negociações com o homólogo do Irão, Ebrahim Raisi, sobre o conflito na Síria, mas também sobre a guerra na Ucrânia.

Putin e Erdogan devem discutir os mecanismos para permitir a exportação de cereais desde a Ucrânia através de corredores marítimos seguros, bloqueados pela ofensiva militar russa neste país, que ameaça causar uma crise alimentar mundial.

As negociações — que envolvem Moscovo, Kiev, Ancara e a ONU — estão previstas decorrerem nos próximos dias, na Turquia, depois do início do processo de análise de uma saída para o problema, que começou em 13 de julho.

O Ministério da Defesa russo referiu na sexta-feira que um “documento final” estará pronto em breve para permitir a exportação de cereais da Ucrânia.

O acordo negociado pela ONU visa trazer pelo Mar Negro cerca de 20 milhões de toneladas de cereais que se encontram bloqueados em silos ucranianos, por causa da ofensiva russa na Ucrânia.

O acordo também deve facilitar as exportações russas de cereais e fertilizantes, afetadas pelas sanções ocidentais que afetam a logística e as cadeias financeiras russas.

Os produtos agrícolas russos e ucranianos são essenciais para evitar que as crises alimentares se multipliquem no mundo.

Durante o encontro de hoje com Erdogan, Vladimir Putin também mencionou “as muitas questões” sobre a solução do conflito na Síria, bem como “uma outra questão importante”, a solução de Nagorno-Karabakh [conflito entre a Arménia e o Azerbaijão pelo enclave separatista].

“Temos uma agenda muito preenchida e estou muito feliz em vê-lo”, acrescentou Putin, nas declarações dirigidas ao Presidente turco.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.