De acordo com o The Guardian, a polícia afirmou que os restos humanos encontrados em malas compradas num leilão na Nova Zelândia pertencem a duas crianças pequenas. Pensa-se que tenham sido escondidos entre três a quatro anos.

A autópsia indicou que as crianças tinham idades entre os cinco e os dez anos. Agora, as investigações continuam, de forma a que se consiga estabelecer quando, onde e como é que as crianças morreram.

Foram encontrados artigos domésticos e pessoais juntamente com as malas, que a polícia está a utilizar na sua investigação para ajudar a identificar as vítimas.

As autoridades abriram uma investigação após uma família ter encontrado os restos mortais humanos depois de desembalarem os artigos comprados na sua residência.

As malas ficaram na posse da família após esta se ter deslocado a uma empresa de armazenamento na passada quinta-feita, de forma a comprar um contentor que incluía outros objetos.

A polícia acredita que a família que fez a descoberta não está relacionada com o caso e refere que todos os ocupantes da casa estão "compreensivelmente aflitos com a descoberta", pelo que têm pedido privacidade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.