Os ocupantes de uma casa em South Auckland descobriram restos mortais dentro de malas que tinham comprado num leilão depois de desembalarem os artigos na sua residência, conta a BBC.

As malas ficaram na posse da família após esta se ter deslocado a uma empresa de armazenamento na passada quinta-feita, de forma a comprar um contentor que incluía outros objetos.

Vários vizinhos da família relataram a presença de um "cheiro horrível" que emanava da propriedade. Um deles, antigo trabalhador num crematório, disse que o odor de um cadáver era facilmente reconhecível.

Após a descoberta, as autoridades policiais lançaram uma investigação de homicídio e estão a tentar identificar os restos mortais.

Segundo o The Guardian, a polícia admite que possa "existir um interesse público significativo no sucedido", mas não avança para já mais informações sobre o caso e admite que "há ainda uma série de inquéritos a serem efetuados".

"A prioridade da polícia é confirmar a identificação do falecido para que possamos estabelecer as circunstâncias completas por trás da descoberta", foi referido. Contudo, "isso poderá levar algum tempo".

Até ao momento apenas é sabido que as autoridades acreditam que não há qualquer envolvimento da família no incidente que envolve os restos mortais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.