Em reunião com oficiais militares, na cidade de Sochi, Putin declarou que as forças aéreas russas irão receber 160 aeronaves e o exército sistemas de artilharia e 500 veículos armados, acrescentando que a marinha irá encomendar 10 navios de guerra.

Putin avisou os líderes da indústria militar sobre as suas responsabilidades em responder aos alvos estabelecidos sobre as novas armas.

A reunião de terça-feira foi a última num conjunto de conferências encabeçadas por Putin em Sochi, no sudoeste do país, ao longo da última semana.

O programa de modernização militar conduzido pelo Kremlin tem lugar numa altura de tensões com o Ocidente, devido a disputas na Ucrânia e Síria, entre outras.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.