Três navios carregados de cereais para o mercado global deixaram a Ucrânia nesta sexta-feira. Carregados com mais de 57.000 toneladas de grãos ucranianos, partiram dos portos do Mar Negro, após o acordo entre Moscovo e Kiev, com o objetivo de aliviar a escassez global de alimentos.

O governo de Kiev referiu nas redes sociais que dois navios que transportavam milho ucraniano – o Rojen, de bandeira maltesa, e o Polarnet, turco – partiram de Chornomorsk, ao passo que o Navistar, com bandeira do Panamá, partiu de Odessa.

"O nosso principal objetivo é aumentar o volume de transbordo nos nossos portos. Temos que processar 100 navios por mês para poder exportar a quantidade necessária de alimentos", disse o ministro da Infraestrutura, Oleksandr Kubrakov.

Refira-se que os embarques de cereais foram retomados após um acordo fechado ainda no mês passado entre Kiev e Moscovo - mediado pela Turquia e sob a égide da ONU - numa tentativa de aliviar uma crise depois dos preços dos alimentos terem disparado em vários países.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.