"Segundo as nossas estimativas, o número de pessoas que ficarão bloqueadas no nosso país oscilará entre 50.000 e 70.000 no próximo mês", afirmou o ministro grego da Política Migratória, Yiannis Mouzalas. Cerca de 6.500 refugiados encontram-se bloqueados este domingo no posto fronteiriço de Idomeni, no norte da Grécia, fronteira com a Macedónia, depois de o país anunciar na sexta que limitará a 580 o número de migrantes que podem entrar no seu território, uma política também adotada pela Eslovénia e pela Croácia, membros da União Europeia, e pela Sérvia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.