A plataforma já tinha dado indicações no sentido de o trabalho remoto ser adotado pelos seus funcionários na Coreia do Sul, Hong Kong e Japão no início do mês. A empresa também suspendeu as viagens de negócios não essenciais e eventos em fevereiro.

"Estamos a ir além de nossa orientação anterior... e agora informamos todos os nossos funcionários a nível mundial que devem trabalhar a partir casa", afirmou a diretora de Recursos Humanos do Twitter, Jennifer Christie.

"Entendemos que este é um passo sem precedentes, mas este é um período sem precedentes", completou.

Outros gigantes tecnológicos adotaram políticas de proteção para os funcionários.

O Google começou a restringir as visitas aos escritórios em Silicon Valley, em São Francisco e Nova Iorque, e a Apple também incentivou os funcionários a trabalhar de casa.

O Facebook fechou os escritórios em Singapura e Londres para uma "limpeza profunda" na semana passada, depois de um funcionário que passou pelas duas cidades ter sido diagnosticado com o vírus.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.