Em comunicado enviado hoje à imprensa, a autarquia justificou a necessidade do corte total da circulação automóvel “com a localização da empreitada e dimensão da ponte”.

“Por motivos de segurança e qualidade dos trabalhos a executar, é necessário efetuar o corte total, com implantação de percursos alternativos”.

Contactada pela Lusa, fonte autárquica explicou que o corte não se aplica à circulação ferroviária.

Com 142 anos, a travessia metálica liga a cidade de Viana do Castelo à vila de Darque, na margem esquerda do rio Lima.

Tem 645 metros de comprimento, é composta por dois tabuleiros metálicos, sendo o superior rodoviário, para trânsito automóvel e pedestre, e o inferior ferroviário.

Atualmente, em processo de classificação como Monumento Nacional (MN), a ponte está classificada como património da cidade.

A ligação entre as duas margens do rio Lima é ainda assegurada por uma outra travessia, localmente designada por ponte nova, de acesso à autoestrada 28 (A28), inaugurada em setembro de 1991, para aliviar o trânsito da centenária ponte Eiffel.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.