Numa sessão de perguntas e respostas com jornalistas, à margem da Web Summit em Lisboa, Carlos Ghosn sublinhou que "a privacidade é absolutamente fundamental" num carro.

"Há muita tecnologia e portanto temos de lutar contra a pirataria e por isso temos a questão da segurança cibernética que é uma área em que estamos a contratar especialistas para que seja garantida", sustentou.

O responsável assumiu que a questão da "privacidade" é "muito sensível" e, por isso, "tem de haver sempre o consentimento do consumidor".

"Acho que a maioria das decisões sobre segurança têm de vir da indústria e não dos produtores", acrescentou.

Sobre os carros do futuro da Renault/Nissan, Carlos Ghosn afirmou que "o 'design' interior será determinado pela tecnologia".

"Serão carros muito mais livres, em que poderemos sentar-nos onde quisermos, com um ecrã maior", sustentou.

À semelhança do que já tinha dito mais cedo na sua intervenção no palco principal da Web Summit, Carlos Ghosn falou dos carros autónomos e das expetativas de consumo que "são muito elevadas".

"Temos a certeza disso. São uma grande vantagem e por isso estamos com pressa em produzi-los", acrescentou.

A Web Summit de Lisboa, que arrancou na segunda-feira, conta com mais de 53.000 participantes, de 166 países, incluindo 15.000 empresas, 7.000 presidentes executivos e 700 investidores.

Entre os oradores, estarão os fundadores e presidentes executivos das maiores empresas de tecnologia, bem como importantes personalidades das áreas de desporto, moda e música.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.