Não constará como grande surpresa que as melhores contratações da Premier League pertençam ao restrito grupo dos seis "grandes" ingleses. Esses mesmos clubes, que se destacam de todos os outros por nos últimos anos raramente terem deixado que mais alguém se intrometa na primeira meia dúzia de posições da tabela classificativa, foram tímidos no volume de contratações, mas não tanto na qualidade. Apenas o Liverpool teve um período de férias mais descansado, não deixando sair nenhum peça importante e não tendo feito aquisições de relevo, já que todos os outros tiveram uma palavra a dizer durante o período de transferências.

Manchester United - Harry Maguire (87M€)

Arsenal - Nicolas Pépé (79M€)

Manchester City - Rodri (70M€)

Manchester City - João Cancelo (65M€)

Chelsea - Christian Pulišić (64M€)

Tottenham Hotspur - Tanguy Ndombélé (59M€)

Manchester United - Aaron Wan-Bissaka (50M€)

* Todos os valores apresentados são valores aproximados.

No verão em que 11 dos 20 clubes que representam a Premier League bateram os seus próprios recordes de transferência, vejamos quais as aquisições que se destacam. Curiosamente, o clube que mais gastou em contratações — 159 milhões de euros na aquisição de treze novos jogadores — foi um dos três que veio diretamente da Championship, o Aston Villa. Liderados pelo ex-capitão do Chelsea, John Terry, os Leões (uma das alcunhas do Aston Villa) são, mesmo assim, a equipa que os corretores de apostas têm como aquela com menos probabilidades tem de permanecer na liga chegado o final de temporada.

Top cinco contratações dos ‘menos grandes’ ingleses

Moise Kean - Proveniente da Juventus, Kean assinou pelo Everton, que teve de pagar pela contratação do avançado italiano a quantia de 27 milhões de euros. Kean marcou sete golos na temporada passada ao lado de Cristiano Ronaldo, e tem agora no Everton uma oportunidade única de se mostrar à Premier League. Tendo o jovem de apenas dezanove anos as características indicadas para um tipo de futebol mais rápido, com mais transições, este poderá ser um grande trunfo para Marco Silva na temporada que teve agora início.

Everton's Italian midfielder Moise Kean (R) warms up for the English Premier League football match between Crystal Palace and Everton at Selhurst Park in south London on August 10, 2019. (Photo by Ben STANSALL / AFP) / RESTRICTED TO EDITORIAL USE. No use with unauthorized audio, video, data, fixture lists, club/league logos or 'live' services. Online in-match use limited to 120 images. An additional 40 images may be used in extra time. No video emulation. Social media in-match use limited to 120
créditos: Ben STANSALL / AFP

Sébastian Haller - Com a saída de Marko Arnautović para o Shanghai SIPG, da China, o West Ham espera ter encontrado em Haller (na foto de apresentação deste artigo) o homem golo de que necessita, caso queira ter uma época mais tranquila que a passada. Do alto dos seus 1,82 metros, Haller facturou por quinze vezes na edição do ano passado da Bundesliga ao serviço do Eintracht Frankfurt. A transferência teve um custo de 39 milhões de euros, 15 mais do que a transferência do austríaco Arnautović.

Pablo Fornals - O jovem espanhol de vinte e três anos assinou pelos Hammers e já se estreou, entrando no decorrer do encontro na derrota por cinco golos sem resposta frente ao Manchester City. O antigo médio criativo do Villarreal, que se apresentou na época passada em excelente nível quer na Liga Espanhola quer na Liga Europa, tem todas as condições para ser uma das sensações da época. O espanhol junta-se a um grupo de jogadores que, depois de uma época menos boa mas de grande aprendizagem, poderão agora começar a jogar ao seu melhor nível sob o comando de Manuel Pellegrini.

Alex Iwobi - Depois de quatro épocas a jogar ao serviço dos Gunners, o nigeriano dá uma´ passo atrás, para dar dois à frente. Com apenas 23 anos de idade, o melhor de Iwobi ainda está para vir. Numa equipa com menos pressão e com a capacidade de criar ruturas como Richarlison e agora Moise Kean, Iwobi, que custou aproximadamente 44 milhões de euros, poderá ser a peça que faltava ao Everton para dar o salto que necessita a nível de ofensivo.

Jean-Philippe Gbamin
créditos: BEN STANSALL / AFP

Jean-Philippe Gbamin - Por fim, temos aquele que poderá ser, em minha opinião, a revelação da liga. Entrando também na equipa de Marco Silva, Gbamin vem para substituir uma peça que há muito já deveria ter sido resgatada pelos grandes europeus: Idrissa Gueye, que assinou esta época pelo PSG. Gbamin é uma médio box-to-box que vem dar ainda mais força à equipa do treinador português. O jovem de 23 anos da Costa do Marfim jogou as últimas três temporadas ao serviço do Mainz, da Bundesliga, onde tem desenvolvido as suas competências ao ponto de chamar à atenção da melhor liga do mundo. Se Iwobi veio dar o salto a nível ofensivo, Gbamin vem para dar equilíbrio e força, tornando este Everton numa equipa, potencialmente, muito competitiva.

Podemos então concluir que Everton e West Ham, dois históricos ingleses, terão sido as equipas que se destacaram pela qualidade das contratações que fizeram durante o verão, tendo arrebatado cinco das melhores contratações das equipas fora dos seis primeiros lugares da tabela. Porém, com isso vem também associada pressão, uma vez que já no verão passado ambas as equipas tinham gasto, cada uma, valores acima dos 100 milhões de euros para reforçar os respectivos planteis.

Esta semana na Premier League

O jogo grande da jornada é, obrigatoriamente, o Manchester City vs. Tottenham Hotspur, que terá lugar no Sábado, dia 17, pelas 17h30. Contudo, poderá ser o Wolves vs United, Segunda-feira, dia 19, pelas 20h, a despertar o maior interesse da jornada. Na época que passou o Manchester United perdeu ambos os encontros jogados no Molineux Stadium (estádio do Wolverhampton), um a contar para o campeonato, outro para os quartos-de-final da Taça de Inglaterra. Com um jogo inicial sem grande intensidade, será importante ver como se apresenta a equipa de Nuno Espírito Santo no seu primeiro jogo em casa a contar para a Premier League, principalmente quando o seu adversário entrou a toda a velocidade, com uma vitória por quatro bolas a zero frente ao rival Chelsea.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.