O número dois do mundo, o espanhol Rafael Nadal, que se qualificou para as meias-finais do Masters 1000 de Paris, ainda tinha possibilidades matemáticas de destronar Djokovic do topo, mas como anunciou que não vai participar no último torneio da temporada, em Sófia, na Bulgária, perde a hipótese de ultrapassar o sérvio na hierarquia.

Desta forma, Novak Djokovic, de 33 anos, vai fechar uma temporada no primeiro lugar pela sexta vez, depois de o ter conseguido em 2011, 2012, 2014, 2015 e 2018.

‘Djoko' iguala o recorde do seu ídolo de infância, o norte-americano Pete Sampras, que liderou o ‘ranking' ATP, de forma consecutiva, no final do ano entre 1993 e 1998.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.