Em comunicado, o clube explicou ainda que “dos sete casos inicialmente positivos, seis apresentavam carga viral muito baixa, com deteção da sequência de um único gene dos três que são habitualmente pesquisados para identificação do vírus”, sendo, por isso, possível que tenham sido falsos positivos.

“Na sequência do plano de retoma, o Futebol Clube de Famalicão – Futebol SAD realizou no passado fim de semana testes de rastreio da covid-19 a todo o plantel, equipa técnica e restante ‘staff’, através da pesquisa de SARS-CoV-2 com zaragatoa nasofaríngea. Deste rastreio, foram obtidos sete resultados positivos, quatro deles de atletas do plantel principal”, poder ler-se na nota.

Na terça-feira, voltaram a realizar-se novos exames, “com o mesmo método, para análise de novos casos positivos”.

“Dos novos resultados obtidos, apenas um caso se mantém positivo”, conclui.

Os atletas, elementos do ‘staff’ e seus familiares encontram-se assintomáticos e clinicamente bem.

“Ainda em linha com o plano de retoma, todo o plantel, equipa técnica e restante ‘staff’ será submetido a novo teste de rastreio na próxima sexta-feira, que incluirá pesquisa de SARS-CoV-2 com zaragatoa nasofaríngea e também testes serológicos ou de imunidade”, informaram os famalicenses.

Para além disso, o Famalicão confirmou ainda que, na retoma do campeonato, não vai jogar no seu estádio, tendo em conta o parecer técnico da Direção-Geral da Saúde, nomeadamente no seu ponto 13 – as competições devem ser realizadas no menor número possível de estádios.

O Famalicão vai jogar, na condição de visitado, no Estádio Cidade de Barcelos, ‘casa’ do Gil Vicente.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.