Durante o jogo com o Estoril-Praia, disputado no sábado e que terminou com o triunfo dos ‘dragões’, por 1-0, os adeptos portistas arremessaram petardos para o relvado do Estádio António Coimbra da Mota, que levaram ao atraso do início da segunda parte e à assistência ao guarda-redes Moreira.

Mais tarde, por volta do minuto 70, logo após a ter sido invalidado por fora de jogo um golo ao Fc Porto, foram novamente lançados pelos adeptos portistas mais petardos, obrigando Moreira a fugir do local, tendo o jogo sido parado mais alguns minutos.

Assim, e de acordo com os regulamentos, a infração dos adeptos portistas pode ser punida com a realização de um a dois jogos à porta fechada, a exemplo do que também pode acontecer com o Sporting de Braga, após a disputa da final da Taça da Liga.

Após o golo que ditou a vitória do Moreirense (1-0), adeptos do Sporting de Braga atiraram petardos para a zona onde os ‘cónegos’ festejavam o golo da vitória, com dois jogadores a caírem no relvado do Estádio Algarve, embora não tenham ficado lesionados com gravidade.

Além dos processos disciplinares, os bracarenses foram ainda multados em 7.650 euros pelo arremesso de isqueiro e cadeiras para dentro do terreno de jogo e em 1.148 por frases incorretas dos seus adeptos, enquanto o FC Porto será multado em 5.738 euros, aos quais se acrescentam 3.290 por comportamento incorreto do público.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.