“Hoje acaba o castigo. Sempre que erro, assumo os meus erros e pago pelos mesmos. O que não nos mata torna-nos mais fortes. Ficou tudo para trás e agora encontro-me mais forte e mais motivado do que nunca. Quero agradecer a todos os que me apoiaram nesta fase menos boa, foram poucos, mas foram suficientes para hoje estar aqui, de pé, e lutar pelos meus sonhos”, escreveu o extremo na conta oficial na rede social Instagram.

O castigo foi imposto depois de o futebolista ver no início de fevereiro o cartão vermelho direto na derrota por 3-1 da sua equipa em Nimes, para a 22.ª jornada da Liga francesa, após ter empurrado por duas vezes o árbitro Mikael Lesage, em reação à expulsão do colega de equipa Bakayoko.

Gelson, de 25 anos, estava a cumprir a segunda temporada ao serviço do Mónaco, pelo qual marcou quatro golos em 23 jogos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.