“Não poderia estar mais feliz. Aliás, se assim não fosse, não estaria aqui”, começou por dizer José Mourinho, em declarações à televisão do Tottenham, assegurando: “Posso prometer paixão, pelo meu trabalho, mas também pelo meu clube. É um privilégio quando um treinador vai para um clube e sente felicidade pelo plantel que tem ao dispor.”

O técnico luso, que estava sem clube desde que deixou o Manchester United, em dezembro do ano passado, substituiu o argentino Mauricio Pochettino, tendo já dirigido o treino que a equipa realizou hoje, estando a conferência de imprensa de apresentação agendada para as 14:00 de quinta-feira, em Londres.

Mourinho realçou o “magnífico trabalho que tem sido desenvolvido no clube”, o qual possui “o melhor estádio do mundo, um centro de treinos que é dos melhores do mundo” e que proporciona “condições de trabalho incríveis”.

Por outro lado, José Mourinho revelou estar “ansioso para iniciar este desafio e pela responsabilidade de trazer felicidade a todas as pessoas que amam” o Tottenham, mostrando-se confiante na recuperação dos ‘spurs’ na ‘Premier League’, na qual ocupam um modesto 14.º lugar, com apenas três vitórias em 12 jornadas.

“Sabemos onde estamos e que não pertencemos lá. Temos de jogar jogo a jogo. Entrar no próximo jogo para ganhar, depois no seguinte e por aí em diante até ao último. No final da época, veremos em que posição estaremos, mas sei que estaremos numa posição diferente da atual”, referiu.

Mourinho, de 56 anos, assinou contrato com os 'spurs' até 30 de junho de 2023 e volta à ‘Premier League’ depois de duas passagens pelo Chelsea (2004/05 a 2007/08 e 2013/14 a 2015/16) e uma pelo Manchester United (2016/17 a 2018/19), que o despediu em 17 de dezembro de 2018.

Na sua carreira, o treinador luso, que já venceu duas edições da Liga dos Campeões, uma Liga Europa e uma Taça UEFA, além de oito campeonatos nacionais, também orientou o Benfica, a União de Leiria, o FC Porto, o Inter Milão e o Real Madrid.

O Tottenham, finalista vencido da última edição da Liga dos Campeões, ocupa, após 12 jornadas, o 14.º lugar da 'Premier League', com 14 pontos, menos 20 do que o líder Liverpool, campeão europeu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.