Detentor do título, depois de vencer em 2019 a primeira edição, com um triunfo final por 1-0 face aos Países Baixos, no Dragão, Portugal caiu hoje por 1-0 na receção à campeã mundial França, culpa de um tento de Kanté, aos 53 minutos.

Após cinco rondas do Grupo 3 da Liga A, a formação comandada por Fernando Santos ficou a três pontos da França, que já não pode alcançar na sexta e última ronda, pois tem desvantagem no confronto direto, depois do 0-0 em Saint-Denis.

Desta forma, Portugal não estará em outubro de 2021, e ao contrário dos gauleses, na ‘final four’ da segunda edição da Liga das Nações, sendo esta a primeira fase final que perde desde o Mundial de 1998, que a França ganhou em casa.

Depois de raramente ‘aparecer’ nas grandes decisões até 2000, sendo exceções os Mundiais de 1966 e 1986 e os Europeus de 1984 e 1996, Portugal já ia em 12 presenças consecutivas, incluindo o Euro2020, adiado para 2021.

Juntando os Mundiais de 2002, 2006, 2010, 2014 e 2018 e os Europeus de 2000, 2004 - para o qual se qualificou como anfitrião -, 2008, 2012, 2016 e 2020 à Liga das Nações de 2019, Portugal era caso único no ‘velho continente’.

Como a seleção das ‘quinas’, Alemanha, Espanha e França também estiveram em todos os Europeus e Mundiais, mas nenhuma das três logrou o apuramento para a fase final da Liga das Nações de 2019, que decorreu em solo luso.

Portugal esteve acompanhado por Suíça, que bateu por 3-1 nas meias-finais, Países Baixos, derrotados na final por 1-0, mais precisamente por um golo de Gonçalo Guedes, e ainda pela Inglaterra, batida pelos holandeses nas ‘meias’.

Com o desaire de hoje, o primeiro na prova, após sete vitórias e três empates, a formação da ‘quinas’ ficou, porém, sem possibilidades de disputar a fase final da Liga das Nações de 2021.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.