O antigo candidato já tinha publicamente questionado o destino do dinheiro pago em comissões de compra e venda de jogadores, “de forma a defender o nome do atual presidente (Bruno de Carvalho) e do próprio Sporting e esclarecer quaisquer dúvidas que existam”, sobretudo depois de “rumores” relacionados com o negócio do japonês Junya Tanaka e ainda de Ruben Semedo.

Para maior rapidez, Madeira Rodrigues – que espera que a auditoria seja concluída até ao fim do ano – foca o pedido em 10 jogadores, que envolvem globalmente sete milhões de euros só em comissões pagas.

Os jogadores e os negócios referidos no pedido são:

- Compra de Alan Ruiz (comissão de 1 milhão de euros, para Admira Partners e Costa Aguiar Sports).

- Venda de Bruma (comissão de 800 mil euros, Buttonpath).

- Compra de Bruno César (comissão de 1,3 milhões de euros, Costa Aguiar Sports).

- Venda de Cédric Soares (comissão de 600 mil euros, Buttonpath).

- Venda de Montero (comissão de 350 mil euros, Proleleven).

- Compra de Tanaka (comissão de 500 mil euros, BISC).

- Venda de Marvin (comissão de 300 mil euros, Buttonpath).

- Venda de Naldo (comissão de 360 mil euros, Buttonpath).

- Venda de Paulo Oliveira (comissão de 230 mil euros, Buttonpath).

- Venda de Ruben Semedo (comissão de 1,4 milhões de euros, Buttonpath).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.