A veterana de 34 anos, que foi campeã olímpica em Pequim2008 e Londres2012, assumiu a surpresa em palco pela eleição, já que concorria com a alemã Melanie Behringer, medalha de ouro no Rio2016, e a brasileira Marta, que venceu o troféu por cinco vezes.

“Honestamente, não esperava isto”, admitiu quando subiu ao palco, elogiando o desempenho das rivais.

A Alemanha ficou com o prémio de melhor treinadora do ano, já que a selecionadora Silvia Neid, que tinha vencido em 2010, bateu outras duas vencedoras anteriores, a sueca Pia Sundhage, vice-campeã olímpica, e a distinguida em 2015, a inglesa Jill Ellis, selecionadora dos Estados Unidos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.