Os quatro homens, entre os quais se encontra o ex-líder da Juve Leo e que foram detidos na quarta-feira à noite em Lisboa, chegaram algemados numa carrinha da unidade especial de polícia, aguardando-se ainda a chegada de outros dois arguidos que foram detidos também na quarta-feira à noite pela unidade de intervenção da GNR.

O último elemento a chegar, por volta das 14:20, tentou, segundo a agência Lusa observou no local, agredir, com um pontapé, um repórter fotográfico.

Os quatro homens deverão ser ouvidos durante a tarde pelo juiz de instrução criminal do tribunal do Barreiro, que decretou a medida de coação de prisão preventiva aos outros 23 detidos na sequência dos incidentes ocorridos na academia de Alcochete no passado dia 15 de maio.

Pouco antes das 15:00 o juiz de instrução ainda não tinha dado início à inquiração dos quatro detidos.

De acordo com a Procuradoria Distrital de Lisboa (PGDL), os factos imputados a estes quatro homens são “suscetíveis de integrar a prática dos crimes de introdução de lugar vedado ao público, ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada, sequestro, dano com violência, detenção de arma proibida agravada, incêndio florestal, resistência e coação sobre funcionário e terrorismo”.

No dia 15 de maio, a equipa de futebol do Sporting foi atacada na Academia do clube por um grupo de cerca de 40 alegados adeptos encapuzados, que agrediram técnicos, jogadores e ‘staff’.

Na altura a GNR deteve 23 dos atacantes, que acabaram por ficar em prisão preventiva.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.