Hoje é dia 31 de Outubro, dia de Halloween, dia de noite das bruxas ou dos mortos vivos. Há quem ache que é ridículo celebrar-se este dia em Portugal porque acham que é uma importação rasca norte-americana. São pessoas que acham que as tradições são imutáveis e que devíamos estar todos a ver tourada neste dia depois de irmos ao rancho folclórico. No entanto, percebo que possa ser estranho escolher um dia e uma noite específica do ano quando o Halloween pode ser quando um homem quiser. Ou uma mulher, não se vistam já de super-feministas para me atacar.

- Queremos ver vampiros, vamos à Assembleia a República.

- Queremos ver bruxas ligamos, a CM TV no programa da Maya.

- Queremos ver lobisomens, ficamos numa sala de espera de uma clínica de depilação a laser.

- Queremos ver zombies, vamos aos cuidados paliativos.

- Queremos ver noivas cadáver, ligamos a SIC e vemos aquela maluca dos Casados à Primeira Vista. Qual delas? Pois, boa pergunta.

- Queremos ver enfermeiras safadas, vamos ao hospital. Estou a brincar, vamos à Mãe Kikas.

- Queremos ver matrafonas, vamos ao Instagram ver as feias que acham que podem ser modelos e influencers de moda.

- Se queremos histórias de terror, bastar ligarmos a CM TV para nos assustarmos com o estado caótico de Portugal que, apesar de ter sido considerado o terceiro país mais seguro do mundo, quando vemos o Correio da Manhã parece que é um paraíso para homicidas psicopatas e violadores. O programa Rua Segura é dez vezes mais assustador do que qualquer história contada à volta de uma fogueira e o Moita Flores e a Joana Amaral Dias são dos melhores a quererem fazer-nos parecer que vivemos num país terrível e cheio de crime. Claro que depois ainda temos o Hernâni Carvalho, o fundador do verdadeiro Halloween.

Como podem ver, o Halloween não era necessário, mas todas as desculpas são boas para ver vestimentas sensuais e beber álcool. O mais chato desta noite, a de hoje, é a quantidade de gente que se vai mascarar de Joker porque se identifica com a personagem porque também são todos igualmente bué únicos e irreverentes.

Sugestões e dicas de vida completamente imparciais:

Para ver: Este vídeo sobre o Aborto e a Eutanásia.

Para ouvir: Podcast Terapia de Casal, de Guilherme Fonseca e Rita da Nova

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.