Depois do divórcio, os amigos reúnem-se em Beja

Pedro Soares Botelho
Pedro Soares Botelho

23:00 do dia 31 de janeiro de 2020. O Reino Unido abandona a União Europeia. As bandeiras descem, os acordos rompem-se. Termina a história. Os britânicos foram, até agora, os únicos a sair do bloco.

Do lado de cá do Canal da Mancha, António Costa reuniu hoje em Beja os maiores beneficiários dos fundos da política de coesão. O encontro dos Amigos da Coesão, numa pousada do Alentejo, serviu para 17 estados-membros insistirem que o orçamento para 2021-2027 deve manter o nível dos sete anos anteriores “em termos reais”, recusando qualquer alteração nas taxas de cofinanciamento de cada país.

Em causa, os cortes anunciados no Quadro Financeiro Plurianual (QFP) da União Europeia (UE) para 2021-2027.

“O financiamento da Política de Coesão para 2021-2027 deve manter o nível do Quadro Financeiro Plurianual de 2014-2020 em termos reais. Nenhum Estado-membro deve sofrer uma redução acentuada e desproporcionada da sua verba de coesão”, lê-se na declaração final da Cimeira dos “Amigos da Coesão”, que se realizou hoje na Pousada de São Francisco, em Beja.

As negociações sobre o orçamento europeu para os próximos sete anos estão num impasse, com os 27 divididos entre os chamados países “frugais”, que não querem contribuir mais do que 1% do Rendimento Nacional Bruto (RNB) para o orçamento europeu, e os 17 Estados-membros que integram os “Amigos da Coesão”, que rejeitam cortes na coesão e na Política Agrícola Comum.

A Declaração de Beja foi subscrita por 15 dos 17 “Amigos da Coesão”: Bulgária, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Grécia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia, Portugal, República Checa e Roménia.

A Croácia, representada em Beja pelo primeiro-ministro, Andrej Plenkovic, não subscreveu a declaração por deter neste semestre a presidência rotativa do Conselho Europeu e querer preservar a neutralidade.

A Itália, representada pelo ministro dos Assuntos Europeus, Vicenzo Amendola, não a subscreveu por não se encontrar nas mesmas circunstâncias que os restantes Estados-membros, segundo fonte do governo português explicou à agência Lusa.

Um dia depois do divórcio, os Amigos reuniram-se em Beja. Foram apenas 17 amigos — numa união onde, após a saída de ontem, ainda estão 27 estados-membros.

Para o serão deste sábado, algumas sugestões:

Sobre o Brexit.

Aqui sobre racismo.

E aqui sobre Taylor Swift.

Jornais do dia

  • Expresso
    Expresso
    1 fev 2020
  • Expresso E
    Expresso E
    1 fev 2020
  • Expresso-Economia
    Expresso-Economia
    1 fev 2020
  • SOL
    SOL
    1 fev 2020
  • Magazine b,i.
    Magazine b,i.
    1 fev 2020
  • Dinheiro Vivo DN/JN
    Dinheiro Vivo DN/JN
    1 fev 2020

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.
mookie1 gd1.mookie1