Para comemorar o momento, o Governo britânico está a patrocinar, em conjunto com as Nações Unidas, uma videoconferência em que Guterres fará o seu primeiro grande discurso do ano, prevendo-se que sublinhe a relevância da instituição fundada a 24 de outubro de 1945, nos Estados Unidos.

Segundo um comunicado, o político português vai defender que a Organização das Nações Unidas (ONU) continua a ser “o melhor fórum global para encontrar soluções” para os desafios atuais, desde as alterações climáticas ou a pandemia de covid-19 até aos conflitos que decorrem por todo o mundo.

Alguns edifícios no centro de Londres ficarão azuis, entre hoje e segunda-feira, para celebrar o trabalho humanitário e pela paz da ONU, enquanto o parque Broad Sanctuary, perto do Parlamento, será renomeado como parque United Nations.

Na segunda-feira, Guterres reúne-se por videoconferência com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e com membros do seu Governo, assim como com Justin Welby, arcebispo de Canterbury e primaz da igreja anglicana.

Ainda nesse dia, o secretário-geral da ONU participará de uma mesa redonda sobre energia limpa com o chefe da diplomacia britânica, Dominic Raab, e com Alok Sharma, presidente da cimeira do clima da ONU, que o Reino Unido organizará em novembro próximo, na cidade escocesa de Glasgow.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.